26/5/2020 16:05

Boselli compara Corinthians com gigante sul-americano: "A torcida é algo inexplicável, ganha jogo"

Atacante argentino exalta paixão da Fiel torcida e comenta adaptação ao futebol brasileiro

O atacante Mauro Boselli vê semelhanças entre o Boca Juniors, clube argentino no qual foi revelado, e o Corinthians, equipe que defende desde o ano passado.







LEIA TAMBÉM: Clubes paulistas adotam cautela para retorno e planejam testes para Covid-19 juntos





Durante uma transmissão ao vivo em rede social, Boselli falou da paixão da torcida do Corinthians e exaltou a estrutura do clube:



Para entender o que é o Corinthians, é algo parecido com o que vive no Boca Juniors, nada mais foi parecido em questão de paixão, de fanatismo. Fora que a estrutura do clube te dá tudo. Tem um CT que vi pouquíssimos iguais. Uns quatro ou cinco preparadores físicos, nutricionista, não te falta nada, o clube tem tudo. É um clube de primeira. E a torcida é algo inexplicável, ganha jogo. Para entender, é preciso ver no estádio. A torcida fica muito perto no estádio. Daqui a alguns anos, vou poder falar o quão afortunado fui de jogar em um clube tão grande – disse o atacante, durante "live" com o perfil do Sportivo Pereyra, clube pequeno da Argentina no qual jogou durante a adolescência.







Boselli defendeu o Boca Juniors entre 2003 e 2008, tendo ficado fora do clube em 2005, quando foi emprestado ao Málaga B, da Espanha. Pelo clube xeneize, o atacante conquistou a Copa Sul-America de 2004 e a Copa Libertadores de 2007, mas não foi protagonista.



No Corinthians, Boselli teve dificuldades para se firmar em sua primeira temporada, quando enfrentou as concorrências de Gustagol e Vagner Love. Em 61 jogos, ele marcou 17 gols.



Eu me lembro de um dos primeiros gols que fiz na Arena, contra a Chapecoense, pela Copa do Brasil. A torcida fica perto, e o estádio explodiu. Foi impagável. Eu trato de aproveitar. Sei que não tenho mais dez anos de carreira, então tento aproveitar tudo: gols, titularidade, banco... cada momento! – declarou.



O atacante, que completou 35 anos na última sexta-feira, tem contrato com o Corinthians até o fim da temporada. Com a contratação de Jô no radar, a diretoria alvinegra aguarda para definir o futuro de Boselli.



Antes de chegar ao Corinthians, Boselli defendeu também Estudiantes, da Argentina, Wigan, da Inglaterra, Genoa e Palermo, da Itália, e passou cinco anos no Léon, do México.







O que mais me surpreendeu na liga brasileira é não ter jogo fácil. Para ganhar de qualquer time tem que suar muito. O nível é muito alto. Também são muitos jogos e foi algo que demorei para me adaptar. Minhas filhas também. Mas hoje estamos todos bem à vontade no Brasil – contou o atacante.





Corinthians, Boselli, Comparação, Torcida, Fiel, Boca Juniors, Timão



LEIA TAMBÉM: Corinthians teve as contas bloqueadas em de R$ 500 mil em ação de Marcelo Mattos

LEIA TAMBÉM: Cúpula do conselho corintiano vê desrespeito ao órgão em ação contra Andrés

LEIA TAMBÉM: Discussão no telefone, briga aberta e até o Corinthians: como futuro de Tévez virou novela


672 visitas - Fonte: Globoesporte.com

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Paulista

Dom - 16:00 - Arena Corinthians - Globo
Corinthians
Palmeiras

Último jogo - Paulista

Dom - 16:00 - Arena Corinthians
Corinthians
1 1
Ituano
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota