22/5/2024 14:39

Corinthians busca novas receitas com jogo para reforçar caixa.

Corinthians busca novas receitas com jogo para reforçar caixa.

O Corinthians segue com quatro espaços vagos de patrocínio no uniforme: barra traseira da camisa, ombro, parte traseira do calção e meião. Enquanto busca novos parceiros, o clube encontra uma alternativa de receitas a curto prazo: as premiações de competições como a Copa do Brasil , que pode render mais R$ 3 milhões ao clube nesta quarta-feira. Caso supere o América-RN na Neo Química Arena, a partir das 20h (de Brasília), o Timão garantirá um lugar nas oitavas de final do torneio, fase que assegura uma cota de R$ 3,465 milhões para os 16 classificados. No jogo de ida, o Corinthians construiu vantagem por vencer por 2 a 1 , em Natal. Para avançar no mata-mata, basta um empate aos alvinegros nesta quarta-feira.

O acréscimo de R$ 3 milhões faria o Corinthians chegar a R$ 8,925 de premiação, quantia que aliviaria o clube em meio à procura de novos parceiros. Nesta semana, o clube fechou com a Foxlux , empresa do ramo de materiais elétricos, lâmpadas e ferramentas, para estampar a marca na barra frontal da camisa até dezembro. O valor está na casa dos R$ 3 milhões. A empresa substituiu a Tele Sena, que tinha um contrato de valor bruto de R$ 5,5 milhões por oito meses (até junho de 2024) e a possibilidade de criar um título de capitalização com direito a explorar a marca e aumentar a receita em um contrato de licenciamento, com projeção otimista de R$ 10 mi.

Augusto Melo, presidente do Corinthians — Foto: Marcos Ribolli
Crédito: Marcos Ribolli

O contrato foi rompido três meses antes do fim, e o clube não recebeu uma parcela de R$ 2,25 milhões. O Timão pagou R$ 225 mil para romper o compromisso, já que não houve continuidade nas conversas para implementar a ação do título de capitalização. O Corinthians ainda busca também a venda dos naming rights do CT para aumentar as receitas, que no ano passado chegaram à casa de R$ 1 bilhão. A atual gestão encara uma dívida acumulada na casa dos R$ 2 bilhões, segundo análise da Ernst & Young, incluindo os passivos do clube e o financiamento de mais de R$ 700 milhões da Neo Química Arena.

António Oliveira está a um empate de colocar o Timão nas oitavas — Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Crédito: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Este valor é quase R$ 500 milhões a mais do que considerava a administração anterior do Corinthians , presidida por Duilio Monteiro Alves, que adotava outros critérios para mensurar o endividamento. Por estas contas, a dívida é de aproximadamente R$ 1,5 bilhão. Por conta desse grande endividamento, o Corinthians deve pagar mais de R$ 200 milhões em juros neste ano.



VEJA TAMBÉM
- Corinthians escalado para o jogo contra o Internacional
- FORA DE NOVO? Desfalque há meses, passa por cirurgia no joelho e continua fora no Corinthians
- FIM DA LINHA! Corinthians confirma transferência de zagueiro para o clube do exterior









258 visitas - Fonte: -

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

publicidade

Brasileiro

Qua - 21:30 - Orlando Scarpelli -
X
Internacional
Corinthians

Brasileiro

Dom - 16:00 - Neo Química Arena
2 X 2
Corinthians
Sao Paulo
publicidade
publicidade
publicidade