18/11/2019 15:10

[ANÁLISE] Estratégia de Coelho não funciona, mas Timão segue vivo na disputa pela Libertadores

Após primeiro tempo de vazio ofensivo, Timão muda com novo esquema e quase vence

Depois de abandonar as ideias de Fábio Carille e adotar nova postura com o interino Dyego Coelho, com um time mais ofensivo e maior capacidade de propor o jogo, o Corinthians voltou a ter um primeiro tempo de completa apatia diante do Internacional, no empate por 0 a 0, em Itaquera, na noite de domingo.



LEIA TAMBÉM: Não serei um Neuer ou Ederson do dia para noite, diz Cássio sobre jogar com os pés

Os 45 minutos inicias foram um vazio ofensivo. O Corinthians não conseguiu iniciar jogadas com a linha de três jogadores formada por Gil, Ralf e Manoel, em ideia que foi exaustivamente treinada durante a semana e que acabou sendo rapidamente abandonada. Aberto pela direita, Júnior Urso nem criou nem marcou. Não funcionou.

Dominado no meio-campo, o Corinthians viu o Inter atacar mais, finalizar mais, mas também não correu riscos reais. Na frente, só chegou num chute de Sornoza de fora da área. Um jogo fraco tecnicamente.

Se alguém que chegasse apenas no intervalo me perguntasse: "Perdi alguma coisa?".

Eu diria que não.

Mas Coelho soube ter a leitura de jogo e levou a campo um novo Corinthians para a etapa final:

- Clayson entrou na vaga de Ralf, então perdido na função;
- Junior Urso abandonou a ponta e virou primeiro volante;
- O Timão saiu de um 4-1-4-1 para um 4-2-3-1, com Urso e Sornoza na segunda linha;
- Janderson e Clayson, abertos, deram profundidade e aumentaram a posse de bola.

O resultado da mudança pode ser explicado também em números. Depois de finalizar só uma vez no primeiro tempo, o Timão dominou a etapa final e concluiu mais 13 vezes. O Inter chegou a assustar em contra-ataques, mas cortes precisos de Sornoza e Fagner evitaram que William Pottker fizesse um gol.

Substituto de Pedrinho, Mateus Vital não conseguiu mostrar a criatividade que dele se esperava. Coelho colocou Vagner Love em campo e depois ainda trocou Boselli por Gustagol, já que o argentino reclamou de dores. O novo Corinthians lutou até o fim por um gol – até conseguiu, mas Gustagol estava impedido.

O empate em casa, é claro, foi frustrante para a Fiel. Mas o Corinthians segue vivo no único objetivo da reta final da temporada, a busca por uma vaga na Libertadores do ano que vem. Com 50 pontos, segue atrás de uma vaga na zona de classificação. Restam mais 15 pontos em disputa.

A torcida, que se irritava com a pouca ação ofensiva do time de Fábio Carille, precisa entender que a mudança de identidade é um processo que, vez ou outra, passará por erros. Nem sempre a vitória virá.



É assim com Coelho e possivelmente também será com Tiago Nunes em 2020. Tudo leva tempo.

Corinthians, Análise, Brasileirão, Coelho, Libertadores 2020



LEIA TAMBÉM: Corinthians avança em conversa com Gilberto, do Bahia, mas aguarda uma condição

LEIA TAMBÉM: Após exames, Jemerson é diagnosticado com estiramento no joelho; veja quando o zagueiro deve voltar






1782 visitas - Fonte: Globoesporte.com

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Carlos Parafuso     

SorMosca de padaria, Junior Ursinho de pelúcia e Cisclayson?... Pelo amor... Joguinho de cumpadre na Arena... Explica para o Gustanada e para o Wagner Porre que o Carille foi embora, pode fazer gols e jogar como centro avante... Ou será que o Carille tava certo?....

Ronaldo Machado     

Jogar com Urso. sornoza e Ralf. Fica difícil. Eu queria saber se o Jesus o Rene são piores que esses caras. Pensei que o Pernalonga desse um grau de ousadia mas gosta de sofrer. Esse time wue jogou e time do retranqueiro nao vai a lugar nenhum. Se nao ousar nao cai entrar a zona de classificação.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileiro

Seg - 20:00 - Neo Química Arena - Premiere
Corinthians
RB Bragantino

Último jogo - Brasileiro

Qui - 21:00 - Neo Química Arena
Corinthians
3 0
Sport
Untitled Document
Classificação
1 São Paulo
2 Internacional
3 Atletico-MG
4 Flamengo
5 Palmeiras
6 Grêmio
7 Fluminense
8 Santos
9 Corinthians
10 Atletico Paranaense
11 Ceará
12 Bragantino
13 Atletico Goianiense
14 Sport Recife
15 Vasco DA Gama
16 Fortaleza EC
17 Bahia
18 Goiás
19 Coritiba
20 Botafogo
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
57 30 16 9 5 50 28 22 VVDDE
56 30 16 8 6 48 28 20 VVVVV
53 29 16 5 8 51 37 14 VDVEV
52 29 15 7 7 50 39 11 VEDDV
51 29 14 9 6 43 26 17 DVVEV
50 29 12 14 3 38 24 14 EVVEE
46 30 13 7 10 40 37 3 DDVDV
45 29 12 9 8 41 36 5 DDEVV
42 29 11 9 9 35 34 1 VVVVD
39 30 11 6 13 27 29 -2 VVVEE
39 30 10 9 11 41 41 0 VEDVD
38 30 9 11 10 39 36 3 DDVEV
36 30 8 12 10 27 36 -9 VDEED
32 30 9 5 16 24 38 -14 EDVDD
32 29 8 8 13 29 40 -11 VDEVD
32 30 7 11 12 26 30 -4 DEDED
29 29 8 5 16 35 51 -16 DDDDE
26 30 6 8 16 29 47 -18 DVVDD
25 30 6 7 17 23 39 -16 DDDEV
23 30 4 11 15 26 46 -20 VDDDD
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota
Untitled Document
Classificação
1 Bragantino
2 Corinthians
3 Guarani Campinas
4 Ferroviária
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
23 12 7 2 3 18 9 9 VVVVV
17 12 4 5 3 15 10 5 EEEVV
16 12 4 4 4 16 14 2 EVVDD
15 12 3 6 3 13 9 4 VEEEV
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS