26/10/2021 11:24

"A Copinha muda a vida", Belezi se vê mais maduro e mira promoção

Jogador mais jovem a defender o Timão, zagueiro foi convocado para a seleção brasileira sub-18 e tem sido chamado para treinos por Sylvinho; contrato dele acaba no fim de 2022

Mais de dois anos após estrear como profissional do Corinthians em amistoso contra o Botafogo-SP e se tornar o jogador mais jovem a defender o clube - com 16 anos, um mês e 21 dias - o zagueiro Lucas Belezi diz ser bem diferente daquele que quebrou o recorde e entrou para a história do clube.



Atualmente com 18 anos, Belezi já terminou o Ensino Médio, faz aulas para tirar a habilitação para dirigir e festeja mais uma convocação para a seleção de base. Ele já havia defendido o Brasil sub-16 e sub-17 e agora vai participar da Copa das Revelações sub-20, no México.


O jogador está no radar do Timão para 2022 e esporadicamente é chamado pelo técnico Sylvinho para completar treinos do elenco profissional.


Embora de olho numa promoção definitiva para a equipe de cima, Belezi tenta se manter focado no sub-20 do Corinthians e sabe que em janeiro terá uma oportunidade de ouro para mostrar o seu valor.


"Sigo trabalhando, focado aqui. Acho que isso (ser promovido para o elenco principal) são coisas que não posso prever, é muito difícil a gente falar "em tal data você vai subir". Isso depende do meu trabalho, do que venho fazendo no sub-20, na base. Óbvio que a Copinha vai ser determinante para isso. A gente sabe bem que a Copinha muda a vida. Mudou a vida do GP e do Xavier, que subiram para o profissional. Vou continuar trabalhando forte aqui no sub-20, focado para fazer uma boa Copinha e aí sentar e ver se vou subir ou se vou continuar na base. Mas estou tranquilo, tudo tem seu tempo, seu espaço. Sou bem tranquilo com isso", disse o zagueiro, em entrevista ao ge.


Neste papo, Belezi comenta os aprendizados com Sylvinho, fala dos conselhos dos jogadores mais velhos do Corinthians e conta suas inspirações. Confira:

Como recebeu a notícia da convocação para a seleção sub-18?

"Isso é fruto de muito trabalho. A gente vem trabalhando sempre, forte no dia a dia, não só eu como todo mundo. E todo mundo se ajudando vai refletindo no sucesso individual de cada um. Não só a minha convocação, mas também a do Keven e do Robert, é por merecimento, fruto do trabalho que a gente vem fazendo no dia a dia do clube. Isso é uma premiação. A gente teve a outra convocação para o período de preparação, fomos muito bem lá. A convocação para o campeonato é premiação dessa semana maravilhosa que tivemos lá e do trabalho aqui no clube".


Você tem sido chamado pelo Sylvinho para participar de alguns treinos. Como tem sido?

"É sempre um frio na barriga estar com os caras lá, caras que fizeram história no futebol, jogaram Copa do Mundo, é sempre uma honra, é sempre bom aprender com eles. Quando tem essa notícia de ser chamado para treinar no profissional e ir para jogo, é motivo de comemoração e reconhecimento do trabalho. Mas é seguir com os pés no chão porque o foco agora é o Paulista aqui com o sub-20".


Estes treinos são oportunidades para aprender com a comissão técnica e também com os companheiros. O que o Sylvinho e os demais jogadores têm falado para você?

"Em questão de experiência dos jogadores a gente aprende muito com eles. Eles dão muitas dicas para a gente, principalmente dentro de campo, das ações que tem que fazer, as percepções que tem que ter, as tomadas de decisões... Eles ajudam muito, deixam a gente tranquilo para fazer o nosso trabalho e mostrar o que a gente tem de melhor. A comissão vem sempre dando "feedback" para a gente, o que vem fazendo bem, o que não está fazendo bem, o que precisa melhorar. Acho que é uma conversa muito de homem para homem, cara a cara, muito íntegra. Isso ajuda muito a gente que vai da base para lá, ter o feedback dos caras lá é importante para a gente".


Os "feedbacks" são mais de elogios ou de correções?

"Óbvio que tem comentários positivos e outros negativos, tenho 18 anos, muito a evoluir e a melhorar. A cada dia que passa busco evoluir nesses quesitos que faltam. A gente vai evoluir a vida toda, mas sou menino novo ainda, busco sempre a perfeição, é isso que eles me ajudam bastante lá".


No que é preciso melhorar? As correções são mais na marcação ou na construção de jogadas?

"Os dois, a gente tem que melhorar sempre com bola e sem a bola. São detalhes de jogo, posicionamentos, defender a área, por exemplo, sair com a bola, sair de uma pressão. A gente tem que melhorar sempre, nos dois quesitos eles vêm dando dicas para a gente".


De quem você é mais próximo no elenco?

"Tenho mais proximidade com o Xavier, o Du (Queiroz), meninos que eram da base e eu convivi mais. Com esses meninos eu tenho mais proximidade de chegar, trocar ideia, me sinto mais à vontade".


E entre os mais velhos?

"O Cássio, o Gil, o Fagner... Esses três foram os que me receberam mais de braços abertos, converso com o Cássio às vezes, ele também me ajuda muito".


Teve trote?

"Teve (risos), raspei a cabeça lá".



O que mudou desde sua estreia como profissional?

"Estou muito mais maduro do que naquela época, quando eu só tinha 16 anos. Estou muito mais maduro, com a cabeça diferente daquela época. Eu sou quase... Quase não, eu sou um profissional, a gente convive ali com os caras, eu sou muito diferente daquilo que eu era".


"Amadureci meu jogo, minha mentalidade, meu jeito de ser, de tratar as pessoas. Tanto dentro como fora de campo. Você aprende com a vida, a vida ensina, mas peguei dicas com os caras aquela época e ponho em prática hoje. Mudei a percepção de ver as coisas, o jeito de ser, o ser humano além do jogador".


Isso foi um processo ao longo dos anos ou teve um ou mais episódios que você pode destacar como "pontos de virada"?

"Foi um processo, mas teve vários "cliques" que desde aquela época eu venho tendo. São difíceis de citar, porque são vários, várias pessoas que me ajudam, conversam comigo e abrem a minha mente. 2019 mesmo foi um ano determinante para mim, que vem mudando a minha vida. Tiveram pessoas que passaram por mim naquele ano com quem eu converso até hoje, que mudaram minha vida, meu pensamento, meu jeito de ver as coisas. E também conversas com jogadores daquela época mudaram minha forma de perceber o futebol e a vida. Várias coisas que vêm daquela época e me ajudam muito".


Tem algum zagueiro que te inspire? Que você goste de ver vídeos na internet, por exemplo.

"Antes eu via muito mais vídeos de zagueiros antes de jogos e treinos. Agora não tenho tanto esse costume, mas gosto muito do Sérgio Ramos, falo que ele é minha inspiração. E o Gil também, é um cara trabalhador, competente, profissional, um dos que mais trabalham. Isso eu levo em consideração, não só o talento que a pessoa tem, mas o quanto ela se esforça e se dedica para atingir o nível máximo no futebol".


Sérgio Ramos vai formar dupla com um zagueiro que saiu do Corinthians, o Marquinhos. É outra referência para você?

"Ele está vivendo o auge da carreira dele, nasceu aqui no Corinthians, foi criado aqui, com certeza é uma inspiração sim, não só para mim, mas vários meninos do Brasil e do mundo".



Seu contrato vai até o fim do ano que vem. Já há alguma conversa para renovação?

"Isso é com a diretoria e meus empresários, não me envolvo nisso, só quero saber de jogar futebol, focar dentro de campo, as coisas acontecem naturalmente, conforme o meu trabalho".

#corinthians #timao #alvinegro #belezi #jovem



LEIA TAMBÉM: Com retorno de volante, Corinthians divulga relacionados para duelo contra o Athletico-PR

LEIA TAMBÉM: Corinthians de Sylvinho pode alcançar marca que Tite conseguiu em 2015

LEIA TAMBÉM: Corinthians é condenado na FIFA por dívida de quase R$ 9 milhões na compra de Matheus Jesus








552 visitas - Fonte: Globoesporte.com

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileiro

Dom - 16:00 - Neo Química Arena - Globo
Corinthians
Athletico-PR

Último jogo - Brasileiro

Qui - 20:00 - Castelão
Ceará
2 1
Corinthians
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota
Untitled Document
Classificação
1 Corinthians
2 Inter De Limeira
3 Santo André
4 Botafogo Sp
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
25 12 7 4 1 17 9 8 EVVEV
18 12 6 0 6 8 12 -4 VVVDV
13 12 3 4 5 9 13 -4 DEDVV
12 12 2 6 4 10 15 -5 DEVEE
Untitled Document
Classificação
1 River Plate
1 Atletico-MG
1 Palmeiras
1 Internacional
1 São Paulo
1 Barcelona SC
1 Argentinos JRS
1 Flamengo
2 Defensa Y Justicia
2 Fluminense
2 LDU De Quito
2 Boca Juniors
2 Always Ready
2 Racing Club
2 Cerro Porteno
2 Atletico Nacional
3 Rentistas
3 Independiente Del Valle
3 Olimpia
3 Real Esppor Club
3 Velez Sarsfield
3 Santos
3 Club Nacional
3 Santa Fe
4 Union La Calera
4 Sporting Cristal
4 Universitario
4 The Strongest
4 America De Cali
4 Deportivo Tachira FC
4 U. Catolica
4 Junior
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
4 2 1 1 0 3 2 1 EV
7 3 2 1 0 7 2 5 EVV
9 3 3 0 0 10 3 7 VVV
3 2 1 0 1 4 2 2 DV
6 2 2 0 0 5 0 5 VV
9 3 3 0 0 7 0 7 VVV
6 2 2 0 0 4 0 4 VV
9 3 3 0 0 10 5 5 VVV
4 3 1 1 1 5 3 2 EVD
4 2 1 1 0 3 2 1 EV
4 3 1 1 1 7 6 1 EVD
6 3 2 0 1 3 1 2 VVD
3 2 1 0 1 3 2 1 VD
4 2 1 1 0 3 2 1 EV
4 3 1 1 1 2 4 -2 VED
4 2 1 1 0 6 4 2 VE
1 2 0 1 1 1 3 -2 ED
1 2 0 1 1 1 6 -5 ED
3 2 1 0 1 4 4 0 DV
2 2 0 2 0 1 1 0 EE
3 3 1 0 2 5 6 -1 DDV
3 3 1 0 2 5 4 1 DDV
1 2 0 1 1 4 6 -2 DE
1 2 0 1 1 2 3 -1 ED
1 3 0 1 2 3 8 -5 EDD
0 2 0 0 2 1 5 -4 DD
0 2 0 0 2 2 6 -4 DD
0 3 0 0 3 0 10 -10 DDD
0 2 0 0 2 1 4 -3 DD
3 2 1 0 1 3 6 -3 VD
0 2 0 0 2 0 4 -4 DD
1 2 0 1 1 2 3 -1 ED