16/6/2019 15:09

Timão na Copa América: as participações dos corinthianos na década de 50

(Gylmar dos Santos Neves defendendo o gol alvinegro. Foto: Arquivo Corinthians)



Começou a Copa América 2019, com dois jogadores do Timão na equipe canarinho comandada por Tite: o goleiro Cássio e o lateral direito Fagner. Por isso, o Corinthians.com.br relembrará, nos próximos dias, as participações de atletas do Alvinegro nas edições anteriores da competição.



No Peru, em 1953, um verdadeiro trio de lendas alvinegras defendia a Seleção: o experiente Cláudio, o cabeceador nato Baltazar e a muralha Gylmar dos Santos Neves. O vice-campeonato não ofuscou o brilho dos corinthianos. Dos 269 gols que Baltazar fez em doze anos de Corinthians, pelo menos 71 deles foram de cabeça, trazendo-o o apelido de Cabecinha de Ouro. Um dos melhores craques de seu tempo e um dos maiores ídolos do Timão, o centroavante foi artilheiro de vários campeonatos da década de 50 e foi convocado para a Copa do Mundo no Brasil. Já o considerado por muitos como melhor goleiro da história do Corinthians, Gylmar dos Santos Neves também defendeu a amarelinha naquele ano. Um dos melhores goleiros do Brasil e do mundo, foi ídolo do Alvinegro por uma década, entre 1951 e 1961. Seguro e elástico, foi uma das principais peças para a conquista do título paulista do IV Centenário. Quando foi campeão mundial pelo Brasil em 1958, no primeiro mundial da Seleção, era jogador do Corinthians.

Oito corinthianos deixaram a Seleção mais preta e branca em 1956, no Uruguai. Eram eles: Baltazar, Cabeção, Gylmar, Índio, Olavo, Oreco, Roberto Belangero e o técnico Oswaldo Brandão. Dentre eles, destacava-se Luizinho, o Pequeno Polegar da Fiel. Com 1,64 metro de altura, o meio-campista encantava a todos com seus dribles sagazes e velocidade impressionante. Autor do gol de cabeça que sacramentou a vitória contra o Palmeiras pela decisão do Paulista do IV Centenário, em 1954, o ídolo soma seis títulos pelo Timão. Chegou ao Parque São Jorge em 1948 e manteve-se titular absoluto até 1960. Até hoje, com 606 partidas vestindo o manto alvinegro, apenas Wladimir, com 805 jogos, esteve em campo mais vezes que ele. Também estava atuando o zagueiro Olavo, que defendeu o Corinthians entre 1952 e 1961. Um dos heróis do IV Centenário, o defensor foi dono do primeiro recorde de partidas pelo clube, foram 155, que só foram batidas pelas 161 de Wladimir em 1983. Autor de 17 gols de pênalti, Olavo é o oitavo jogador que mais entrou em campo pelo Coringão, com 506 partidas.

O técnico alvinegro Oswaldo Brandão foi quem comandou a Seleção Brasileira no campeonato sul-americano de 1957, no Peru, que teve a Argentina como campeã e rendeu o vice-campeonato para a amarelinha. Oswaldo estava em sua primeira passagem pelo Corinthians, que foi de 1954 até 1958 e trouxe o título do IV Centenário. Mas o treinador ficou mesmo conhecido e entrou para sempre na história do Alvinegro do Parque São Jorge em 1977, quando levou a equipe ao título paulista, que acabou com os 23 anos de jejum. Diziam que era muito mais que um treinador, mas também um psicólogo, e encerrou aquele histórico campeonato sendo carregado nos ombros da torcida alvinegra. Brandão também comandou os corinthianos Cláudio, Gylmar, Índio, Olavo, Oreco e Roberto Belangero.



Embalada pela conquista do primeiro título mundial um ano antes, a Seleção Brasileira de Futebol disputou, em 1959, a Copa América na Argentina. Mesmo liderada pelo jovem Pelé, que foi artilheiro do torneio com oito gols, a amarelinha acabou ficando com o vice e perdeu o título para os hermanos. O esquadrão contava com a muralha alvinegra: Gylmar dos Santos Neves, campeão do Rio-São Paulo em 1954 e campeão paulista em 1951, 1952 e 54.


Corinthians, Copa América, Gylmar, Timão



VEJA: Clique aqui e veja as promoções que a Network BG preparou para você acompanhar todos os jogos da temporada

LEIA TAMBÉM: Carille iguala sequência negativa sem vitórias pelo Timão; veja os números

LEIA TAMBÉM: [ENQUETE] Duílio está certo ao bancar a permanência de Carille no comando do Timão?

LEIA TAMBÉM: Sofrendo muita pressão, Carille rebate críticos e projeta o desfecho do Timão na temporada

1053 visitas - Fonte: Site oficial do clube

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileiro

Sáb - 17:00 - Arena Corinthians - Premiere
Corinthians
Santos

Último jogo - Brasileiro

Sáb - 19:00 - Arena Corinthians
Corinthians
1 2
Cruzeiro
Untitled Document
Classificação
1 Flamengo
2 Palmeiras
3 Santos
4 São Paulo
5 Corinthians
6 Internacional
7 Grêmio
8 Bahia
9 Atletico Paranaense
10 Goiás
11 Vasco DA Gama
12 Atletico-MG
13 Botafogo
14 Fortaleza EC
15 Ceará
16 Fluminense
17 Cruzeiro
18 CSA
19 Chapecoense-sc
20 Avai
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
64 27 20 4 3 57 22 35 VVVVV
54 27 15 9 3 42 21 21 EDVVE
51 27 15 6 6 38 26 12 VVEVD
46 27 12 10 5 27 17 10 VEVDV
44 27 11 11 5 30 20 10 EEDED
42 27 12 6 9 31 24 7 EDEVD
41 27 11 8 8 44 30 14 EVVDD
41 27 11 8 8 30 24 6 DEDVD
39 27 11 6 10 38 29 9 VEDVE
38 27 11 5 11 29 39 -10 VDVEE
37 27 10 7 10 25 31 -6 DEVVV
35 27 10 5 12 34 37 -3 EDDEV
33 27 10 3 14 25 30 -5 DVDDV
31 27 9 4 14 30 37 -7 DVDDV
29 27 8 5 14 27 29 -2 DDVDV
29 27 8 5 14 28 38 -10 VEVDD
28 27 6 10 11 22 34 -12 EEEVV
26 27 6 8 13 18 39 -21 VVDED
17 27 3 8 16 21 42 -21 DDEDE
17 27 3 8 16 13 40 -27 DEDDD
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota