18/3/2014 07:47

Mano provocou na hora errada. Corinthians e SP nunca foram tão próximos.

Se fosse há alguns anos, o técnico do Corinthians que insinuasse uma derrota proposital do São Paulo com o objetivo de prejudicar o arquirrival provavelmente teria o apoio da diretoria. Não foi o que aconteceu com Mano Menezes. Depois de pedir "justiça divina" e indicar que o São Paulo tenha perdido de propósito do Ituano por 1 a 0, no domingo, no Morumbi, Mano ficou isolado e foi contrariado por uma diretoria que fez o contrário de incendiar a polêmica. Isso só acontece porque as diretorias rivais nunca foram tão próximas como atualmente.

Uma semana antes, o mesmo Jesus Lopes cumprimentou o presidente corintiano Mario Gobbi com um longo abraço – seguido de breve diálogo – ao encontra-lo no Pacaembu para o clássico que daria a vitória por 3 a 2 ao São Paulo. Desde o fim do mandato de Andrés Sanchez, no início de 2012, São Paulo e Corinthians iniciaram processo de reaproximação. O xeque-mate da nova amizade foi dado por Carlos Miguel Aidar, ex-presidente e candidato de Juvenal Juvêncio para a sucessão presidencial em abril.

Aidar é próximo de Gobbi. Mentor da reaproximação entre São Paulo e CBF, nos últimos meses, o candidato de Juvenal foi quem conseguiu levar para o Morumbi o último amistoso da seleção brasileira antes da Copa do Mundo, no dia 6 de junho, contra a Sérvia. Nas últimas semanas, em conversas com Gobbi, Aidar tem brincado: "Falo para ele que a abertura da Copa será no Morumbi. Itaquera vai receber o segundo jogo. Hoje a relação entre os clubes é ótima", diz o advogado.

Assim como a recente aliança entre São Paulo e CBF decorre de uma intervenção de Carlos Miguel Aidar, a nova boa relação com o Corinthians também passa por aspectos políticos. Gobbi afirmava que daria apoio a Andrés Sanchez caso o ex-presidente corintiano se lançasse candidato pela oposição na CBF. Hoje, o caminho provável é que – assim como o São Paulo – defenda a aclamação de Del Nero.

Causa e consequência da amizade entre diretorias de São Paulo e Corinthians é a negociação que envolveu o atacante Alexandre Pato e o meia Jadson. A troca entre os rivais só saiu porque o momento é outro, sem mais bicadas como nos auges de Juvenal e Andrés, e serviu para aproximar ainda mais as cúpulas.

Sem uma diretoria disposta a intensificar a rivalidade, as insinuações de Mano foram rebatidas pelo São Paulo e ficaram sem qualquer defesa no Corinthians. Nesta segunda-feira Muricy Ramalho foi a dois programas de TV de diferentes emissoras, e atendeu a pelos menos outros dois por telefone. Em todos eles rebateu Mano com o mesmo discurso – incisivo – de que o treinador corintiano não poderia ter feito tais insinuações, que nunca seria capaz de pedir para que seus comandados jogassem para perder e que "dorme tranquilo" por não dever nada a ninguém.

O gerente de futebol do Corinthians Edu Gaspar repreendeu na segunda-feira Mano Menezes e o meia-atacante Romarinho pelas frases ditas após a eliminação no Paulistão diante do Penapolense, condicionada à derrota do São Paulo para o Ituano. Ainda logo após o apito final no Morumbi, a diretoria do São Paulo não respondeu às acusações: o vice de futebol João Paulo de Jesus Lopes amenizou as declarações ouvidas em Penápolis.

Classificado para as quartas de final do Paulistão após o primeiro lugar no Grupo A, o São Paulo enfrenta o Penapolense na próxima fase, no dia 26. Antes, no próximo domingo, o time com reservas cumpre a última rodada contra o Botafogo, em Ribeirão Preto.





LEIA TAMBÉM:Com atividade tática, Timão segue preparação para encarar Sport

LEIA TAMBÉM:Luan tenta se reencontrar no Timão sob o comando de Coelho




4275 visitas - Fonte: UOL

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileiro

Sáb - 21:00 - Nabi Abi Chedid - SP - Premiere
RB Bragantino
Corinthians

Último jogo - Brasileirão

Qua - 21:30 - Ilha do Retiro - Recife
Sport
1 0
Corinthians
Untitled Document
Classificação
1 Internacional
2 Atletico-MG
3 São Paulo
4 Vasco DA Gama
5 Flamengo
6 Palmeiras
7 Santos
8 Fluminense
9 Ceará
10 Fortaleza EC
11 Corinthians
12 Atletico Goianiense
13 Grêmio
14 Atletico Paranaense
15 Sport Recife
16 Bahia
17 Botafogo
18 Goiás
19 Coritiba
20 Bragantino
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
20 10 6 2 2 15 6 9 VEEVD
18 9 6 0 3 14 9 5 DVVDV
18 10 5 3 2 13 11 2 VDVEE
17 9 5 2 2 15 9 6 DEVDV
17 10 5 2 3 13 13 0 VVVVD
17 9 4 5 0 13 8 5 EEVVE
15 10 4 3 3 14 12 2 DEVVE
14 10 4 2 4 12 13 -1 VEDDV
13 10 4 1 5 10 12 -2 VVDDV
12 10 3 3 4 10 9 1 VDDVE
12 10 3 3 4 15 16 -1 VEDDV
12 9 3 3 3 9 11 -2 DEEVV
12 9 2 6 1 8 6 2 EDEVE
11 10 3 2 5 8 10 -2 DEDEV
11 10 3 2 5 10 13 -3 DVVDE
9 10 2 3 5 12 18 -6 DEDDD
9 9 1 6 2 9 11 -2 DEEED
8 8 2 2 4 11 13 -2 VDDEV
8 10 2 2 6 7 12 -5 VEDED
7 10 1 4 5 10 16 -6 DEDED
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota