20/10/2020 09:31

Corinthians sofre sua pior derrota na Neo Química Arena e desempenho no estádio é o pior desde a inauguração

Timão nunca havia sofrido um revés por mais de três gols em Itaquera, antes de ser goleado pelo Flamengo. Aproveitamento e números anuais na Arena seguem em queda

A goleada por 5 a 1 sofrida para o Flamengo, no último domingo, foi impactante em diversos aspectos para o Corinthians, entre eles nos números da Neo Química Arena que, mesmo sem torcedores, viu uma derrota acontecer com números inéditos desde a sua inauguração, em 2014. Além disso, foi um placar que contribuiu para uma queda ainda maior no aproveitamento anual corintiano no estádio, que é o pior da história neste momento da temporada.



Antes de ser atropelado pelo Rubro-Negro dentro de sua casa, em Itaquera, o Timão nunca havia levado mais de três gols em uma de suas 25 derrotas no estádio. O máximo de tentos que o time do Parque São Jorge havia levado em um mesmo jogo, até então, havia sido três, justamente diante do Flamengo, em outubro de 2018, pelo Brasileirão. Foi um 3 a 0 também bastante marcante.

Portanto, quando a equipe carioca marcou seu quarto gol na Neo Química Arena, uma marca já havia sido quebrada e o quinto tento só ampliou um fato inédito na história do estádio. Mas isso só se somou a uma série de números negativos neste ano atípico para o Corinthians em sua arena. Os resultados negativos e os tropeços não são exceções como em temporadas anteriores.

Pela primeira vez em seis anos, o Timão soma mais empates e derrotas do que vitórias em uma temporada em Itaquera. São dez tropeços e sete vitórias até este momento. Em 2019 os números ficaram equilibrados, com 19 vitórias e 19 partidas sem vencer. Nos outros anos o número de triunfos sempre superou a soma dos outros resultados. Em 2014, 2015 e 2016, foram dez ou menos partidas que não terminaram com vitória corintiana. Marca que 2020 já atingiu.

Em termos de aproveitamento, 2020 é o pior ano desde a inauguração da Neo Química Arena, em 2014. Até aqui são 17 jogos, sete vitórias, sete empates e três derrotas, o que resulta em apenas 54,9% dos pontos disputados. Em 2019, que havia registrado o pior desempenho anual do Alvinegro, o índice foi de 61,4% após 38 jogos na temporada, 19 vitórias, 13 empates e seis derrotas.

A tendência de queda pode ser notada em anos anteriores, principalmente pegando a partir de 2015, a primeira temporada completa do time atuando no estádio. Naquela temporada brilhante, o Corinthians teve 80% de aproveitamento, no ano seguinte caiu para 78,43%, depois despencou para 69,61% em 2017, 62,86 em 2018, até chegar nos números de 2019 e 2020.

Mas a má fase não para por aí. No quesito gols sofridos o impacto tem sido grande, também. Assim como outras marcas inéditas já citadas por aqui, é a primeira vez em que a média bolas na rede do Timão supera a marca de uma por jogo. O índice anual máximo atingido desde a inauguração foi de 0,78, em 2014. O atual está na casa de 1,12 por jogo, muito por conta da goleada para o Flamengo, no último domingo. Sem ela, a média estaria em 0,88 por partida.

Nesse ritmo, 2020 deve alcançar mais uma marca negativa em breve, já que faltam nove gols para igualar o número de tentos sofridos pelo Corinthians em 2019, quando foi batido o recorde negativo do quesito. Foram 28 bolas na rede do Alvinegro ao longo da temporada passada, enquanto até aqui, neste ano, foram 19, mas ainda restam, pelo menos, 12 jogos a serem realizados. Se mantiver a média de mais de um gol por jogo, a marca será superada.

Confira o aproveitamento da Neo Química Arena ano a ano:

2014 - 18 jogos/12 vitórias/5 empates/1 derrota/75,93%
2015 - 35 jogos/26 vitórias/6 empates/3 derrotas/80%
2016 - 34 jogos/24 vitórias/8 empates/2 derrotas/78,43%
2017 - 34 jogos/20 vitórias/11 empates/3 derrotas/69,61%
2018 - 35 jogos/19 vitórias/9 empates/7 derrotas/62,86%
2019 - 38 jogos/19 vitórias/13 empates/6 derrotas/61,40%
2020 - 17 jogos/7 vitórias/7 empates/3 derrotas/54,9%
GERAL - 211 jogos/127 vitórias/59 empates/25 derrotas/69,5%

Média de gols sofridos da Neo Química Arena ano a ano:

2014 - 0,78 gol sofrido por jogo (14 gols em 18 jogos)
2015 - 0,60 gol sofrido por jogo (21 gols em 35 jogos)
2016 - 0,50 gol sofrido por jogo (17 gols em 34 jogos)
2017 - 0,71 gol sofrido por jogo (24 gols em 34 jogos)
2018 - 0,71 gol sofrido por jogo (25 gols em 35 jogos)
2019 - 0,74 gol sofrido por jogo (28 gols em 38 jogos)
2020 - 1,12 gol sofrido por jogo (19 gols em 17 jogos)
GERAL - 0,70 gol sofrido por jogo (148 gols em 211 jogos)



Corinthians, Timão, SCCP, Arena, Derrota



LEIA TAMBÉM: Complicou! Justiça não aceita sede do Corinthians como garantia e bloqueia contas do clube

LEIA TAMBÉM: Corinthians confirma lesão em Cássio e não estipula prazo de retorno






486 visitas - Fonte: LANCE

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Wilson Fernandes     

ESSA MATÉRIA JA DEU PARA ENCHER O SACO,O JOGO JA FOI PERDEMOS DE 5 FOI MAIS UMA LIÇÃO, AGORA VÃO TIRAR O SARRO DA PUTA QUE O PARIU,JORNALISTAS DE MERDA, VÃO FICAR ATÉ QUANDO COM ESSA MATÉRIA ?E A MÃE VAI BEM.

Vc todos da diretoria são burros ok não sabe negociar ok vc deveria trazer o dentinho Romarinho e muito jogadores que jogou no passado ok ai nos iria ganhar muito titilo ok vc fiserao errado contratar jogadores errado pro Corinthians ok falta de visão ok com isso que eu estou falando nois podemos ganhar ate um Mundial ok com os jogadores que eu estou falando

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileiro

Qua - 21:30 - Castelão - Globo
Fortaleza
Corinthians

Último jogo - Brasileiro

Qua - 21:30 - Couto Pereira
Coritiba
0 1
Corinthians
Untitled Document
Classificação
1 Atletico-MG
2 Flamengo
3 São Paulo
4 Internacional
5 Fluminense
6 Palmeiras
7 Santos
8 Grêmio
9 Fortaleza EC
10 Corinthians
11 Atletico Paranaense
12 Bahia
13 Atletico Goianiense
14 Bragantino
15 Ceará
16 Sport Recife
17 Vasco DA Gama
18 Coritiba
19 Botafogo
20 Goiás
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
42 23 13 3 7 41 29 12 VVDEV
39 22 11 6 5 37 31 6 EDDEV
38 20 10 8 2 31 19 12 VVVEE
36 22 10 6 6 33 22 11 EDEDD
35 22 10 5 7 31 25 6 VVDDV
34 21 9 7 5 28 21 7 VVVVD
34 22 9 7 6 30 25 5 DVEVD
34 21 8 10 3 26 19 7 VVVVE
29 23 7 8 8 23 21 2 DDEVE
29 23 7 8 8 25 29 -4 VEDEV
28 22 8 4 10 19 21 -2 DVVVV
28 22 8 4 10 28 34 -6 DVVVD
27 22 6 9 7 20 27 -7 DDEEV
26 22 6 8 8 29 28 1 VDEVV
26 22 6 8 8 28 33 -5 EEDEE
25 22 7 4 11 19 29 -10 EVEDD
24 21 6 6 9 23 27 -4 EDVEE
20 23 5 5 13 20 32 -12 VEDDD
20 22 3 11 8 22 29 -7 EDDDD
16 21 3 7 11 23 35 -12 EDDVE
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota
Untitled Document
Classificação
1 Bragantino
2 Corinthians
3 Guarani Campinas
4 Ferroviária
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
23 12 7 2 3 18 9 9 VVVVV
17 12 4 5 3 15 10 5 EEEVV
16 12 4 4 4 16 14 2 EVVDD
15 12 3 6 3 13 9 4 VEEEV
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS