17/8/2019 15:42

Veja como Gil tornou a defesa do Corinthians mais segura; zagueiro tenta repetir feito de 2013 e 2015

Timão entra na 15ª rodada do Brasileirão como a melhor defesa do campeonato

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag Corinthians

É impossível não associar a boa fase da defesa do Corinthians à chegada de Gil. Contratado em julho, o zagueiro foi titular nos oito jogos depois da pausa da Copa América e será novamente neste sábado, às 17h (de Brasília), contra o Botafogo, em Itaquera, pela 15ª rodada do Brasileirão.


Desde a chegada de Gil, o Corinthians não perdeu: foram seis vitórias e dois empates.

No Brasileirão, o time havia sofrido cinco gols em oito partidas antes da parada (média de 0,62). Com o reforço em ação, o time levou três em seis (0,50) e ganhou sensação maior de segurança.

– Não gosto muito de me avaliar individualmente. Acho que tudo em uma equipe é conjunto. Fui muito bem recebido, já conhecia o clube, já tinha atuado com vários jogadores, então é uma soma de todos os fatores para que as coisas aconteçam com naturalidade e ocorram de maneira positiva. Sou mais um no grupo e cheguei para somar. Felizmente as coisas têm acontecido bem – disse Gil.


Dos oito jogos de Gil no retorno, em quatro o Timão não foi vazado: nas vitórias por 1 a 0 contra o CSA, 2 a 0 contra o Wanderers, 2 a 0 contra o Goiás e, por fim, no empate sem gols com o Inter.


No momento, a defesa não é vazada há 223 minutos. O último gol, de Felipe Melo, no empate por 1 a 1 com o Palmeiras, saiu aos 2 minutos do segundo tempo. E são mais 180, diante de Goiás e Inter.

– A gente ali atrás conversa muito sobre entrar em campo e não levar gol, pois sabemos que lá na frente, na maioria das vezes, vamos conseguir marcar. E se isso não acontecer, ao menos vamos conseguir somar um ponto – comentou Gil.
– Temos trabalhado firme para isso, passa pelo conjunto e pelos 11, então vamos em busca desse objetivo sempre. Quando não levamos gol é motivo de satisfação e dever cumprido – completou.

Campeão paulista (2013), da Recopa (2013) e do Brasileiro (2015) na primeira passagem, Gil disputa o seu quatro campeonato nacional pelo Timão. Fez parte da melhor defesa em 2013 e 2015, com Tite, e da segunda melhor em 2014, com Mano Menezes.

– O Corinthians tem esse histórico recente de tomar poucos gols e isso ajuda a refletir nos objetivos traçados. Foi assim na minha primeira passagem, seguiu assim depois que saí e agora vejo novamente essa característica na equipe – apontou Gil.

Relembre os números:
Brasileirão 2013: defesa menos vazada (22 gols sofridos)
Brasileirão 2014: segunda defesa menos vazada (31 gols sofridos)
Brasileirão 2015: título e defesa menos vazada (31 gols sofridos)



VEJA: Clique aqui e veja a baita viagem que a Mandala Turismo preparou para você aproveitar Capitólio-MG


LEIA TAMBÉM: Carille cita viradas marcantes e diz que Timão precisa usar da "malandragem" no Equador

LEIA TAMBÉM: Confira 5 aprendizados da vitória do Timão sobre o Bahia pelo Brasileiro

LEIA TAMBÉM: [COMENTE] Está na hora de Fábio Carille largar a filosofia da retranca?

4491 visitas - Fonte: Globoesporte.com

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

davi DAVI     

qualquer resultado de Vitória do Corinthians está bom mais hoje Vai ser 2a0 pro Corinthians

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias