6/12/2021 15:21

[ANÁLISE] Willian e Renato Augusto renovam esperança de um 2022 melhor para o Corinthians

Rejeitado por boa parte da Fiel, Sylvinho coloca Timão na fase de grupos da Libertadores

Quatorze anos depois, o destino deu ao Corinthians a chance de vingar a Fiel torcida pela chacota sofrida em 2007 por parte da torcida do Grêmio na queda alvinegra à Série B. Bastava uma vitória na Neo Química Arena, diante de mais de 40 mil corintianos.

Ela não veio. O jogo terminou empatado por 1 a 1, o Grêmio ficou em vias de ser rebaixado, e a Fiel terminou o jogo em parte decepcionada pelo futebol apresentado. Seria uma tarde para esquecer, não fossem os craques inesquecíveis.



Mais uma vez decisivo, Renato Augusto parece ter encontrado em Willian um grande parceiro. E aí, nessa dupla, mora a grande esperança alvinegra por um 2022 melhor e vitorioso.
Seja como for, o objetivo dado a Sylvinho de levar o Corinthians diretamente à fase de grupos da Libertadores foi integralmente cumprido com uma rodada de antecedência.

Fato que reforça não só a permanência do técnico para 2022, como a confiança da diretoria em seu trabalho, mesmo com rejeição de boa parte da torcida e fraco desempenho coletivo na partida deste domingo.

10 + 8 = esperança
O empate corintiano saiu apenas na reta final do segundo tempo, quando, teimoso, Renato Augusto insistiu em se aproximar da área e aproveitou espaço deixado por Willian, driblador veloz que capta toda a atenção da marcação para si, para finalizar de fora da área.

Foi o quarto gol, o quarto golaço em 2021 de quem tem a simples função de ser o cérebro desse Corinthians. Renato Augusto mostrou novamente ser a peça-chave da engrenagem corintiana, com inteligência e mobilidade para executar boas tabelas.

Ele encontrou um camisa 10 em sua melhor apresentação da temporada, disposto e vigoroso, apto a colaborar com o time em lances de velocidade pelos flancos e dribles pelos meio. Willian esteve na ponta direita, na esquerda e centralizado. Em todas, deu muito trabalho à defesa gremista.

Coube a Renato, com maestria, entender a necessidade de recompor e fechar espaços no meio-campo principalmente após as saídas de Xavier e Giuliano, mas sem esquecer de observar com um olhar um pouco mais atento a realidade da partida para aproveitar os espaços e se aproximar do gol.

– Eu tinha arriscado a primeira bola e não peguei bem, até fiquei irritado. Aí eu falei que tinha que sobrar uma. O Willian estava muito bem no um a um, a marcação tem que dobrar nele, aí eu aproveitei o espaço que ele deixou – disse Renato Augusto na saída do gramado.
Sobrou uma. Sobrou um ponto na conta do Timão. E sobrou a certeza de que a dupla será crucial para o clube sonhar mais alto do que com um G-4 em 2022.

Pane no sistema
Talvez pelo clima criado pela Fiel antes da partida, poucos esperavam uma postura tão aguerrida e centrada do Grêmio nos primeiros minutos. O Tricolor Gaúcho não se acovardou diante da pressão imposta pelo cenário da partida e marcou alto boa parte do primeiro tempo.

Forçou o erro do Corinthians na saída de bola e controlou o ímpeto da torcida ao anular o time alvinegro no começo do duelo. Preso à marcação, o Corinthians conseguiu reagir apenas na reta final da etapa inicial, quando passou a sofrer faltas constantemente.

Willian e Renato tabelando, de fato, foi o melhor que a equipe apresentou na etapa inicial. O pior estava na parte defensiva, reconfigurada pelas suspensões de Fagner e Gabriel. Sylvinho optou por deslocar Du Queiroz à ala e escolheu Xavier para ser seu primeiro volante. Ambos vacilaram no gol gremista.

Xavier perdeu a bola em frente a área para Lucas Silva. Du Queiroz não evitou a aproximação e o cruzamento de Ferreirinha pela direita. Fábio Santos foi driblado pelo jogo de corpo de Diego Souza. Gil e Cássio bateram cabeça na área. E Diego Souza completou para abrir o placar.

Um fim de primeiro tempo com resultado justo: vencia quem estava melhor.

Reconfiguração e reação
A aposta de Sylvinho para a etapa final foi de uma reconfiguração de posicionamento da equipe. Gabriel Pereira entrou logo na vaga de Xavier, descolando Renato Augusto e Giuliano um pouco mais para trás, revezando na saída de bola. GP foi para a direita, Willian para a esquerda e Róger passou a atuar flutuando no ataque em uma linha entre os meias e Jô.

A reconfiguração não mudou o panorama das estatísticas da partida: ao fim do jogo, o Corinthians teve apenas três chutes certos no gol. Mas, mesmo assim, acabou dando certo diante de um Grêmio que sucumbiu na reta final em vacilo isolado.

Fechado atrás, o Grêmio permitiu que Renato recebesse de Willian livre de marcação, avançasse e finalizasse com muita qualidade, praticamente selando o destino tricolor em 2022.

A virada poderia ter vindo nos minutos finais, quando Luan avançou livre em contra-ataque e carregou a bola até a entrada da grande área. O meia tocou para Róger Guedes quando o camisa 123 já estava em condição de impedimento. O chute travado por Ruan não valeu.



Corinthians em números
11 finalizações
4 finalizações para fora
4 finalizações bloqueadas
3 finalizações no gol
586 passes completos
59 passes incompletos
19 desarmes
18 dribles



LEIA TAMBÉM: Diego Costa manifesta vontade de jogar no Corinthians e comunica o clube sobre decisão

LEIA TAMBÉM: Após nova avaliação, comissão cogita utilização de veteranos desde o início da temporada

LEIA TAMBÉM: Sem transmissão, Corinthians tem primeiro teste antes do Paulistão








723 visitas - Fonte: Globoesporte.com

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileiro

Qui - 21:30 - Alfredo Jaconi - Premiere
Juventude
Corinthians

Último jogo - Brasileiro

Qui - 21:30 - Alfredo Jaconi
Juventude
1 0
Corinthians
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota
Untitled Document
Classificação
1 Corinthians
2 Inter De Limeira
3 Santo André
4 Botafogo Sp
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
25 12 7 4 1 17 9 8 EVVEV
18 12 6 0 6 8 12 -4 VVVDV
13 12 3 4 5 9 13 -4 DEDVV
12 12 2 6 4 10 15 -5 DEVEE
Untitled Document
Classificação
1 River Plate
1 Atletico-MG
1 Palmeiras
1 Internacional
1 São Paulo
1 Barcelona SC
1 Argentinos JRS
1 Flamengo
2 Defensa Y Justicia
2 Fluminense
2 LDU De Quito
2 Boca Juniors
2 Always Ready
2 Racing Club
2 Cerro Porteno
2 Atletico Nacional
3 Rentistas
3 Independiente Del Valle
3 Olimpia
3 Real Esppor Club
3 Velez Sarsfield
3 Santos
3 Club Nacional
3 Santa Fe
4 Union La Calera
4 Sporting Cristal
4 Universitario
4 The Strongest
4 America De Cali
4 Deportivo Tachira FC
4 U. Catolica
4 Junior
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
4 2 1 1 0 3 2 1 EV
7 3 2 1 0 7 2 5 EVV
9 3 3 0 0 10 3 7 VVV
3 2 1 0 1 4 2 2 DV
6 2 2 0 0 5 0 5 VV
9 3 3 0 0 7 0 7 VVV
6 2 2 0 0 4 0 4 VV
9 3 3 0 0 10 5 5 VVV
4 3 1 1 1 5 3 2 EVD
4 2 1 1 0 3 2 1 EV
4 3 1 1 1 7 6 1 EVD
6 3 2 0 1 3 1 2 VVD
3 2 1 0 1 3 2 1 VD
4 2 1 1 0 3 2 1 EV
4 3 1 1 1 2 4 -2 VED
4 2 1 1 0 6 4 2 VE
1 2 0 1 1 1 3 -2 ED
1 2 0 1 1 1 6 -5 ED
3 2 1 0 1 4 4 0 DV
2 2 0 2 0 1 1 0 EE
3 3 1 0 2 5 6 -1 DDV
3 3 1 0 2 5 4 1 DDV
1 2 0 1 1 4 6 -2 DE
1 2 0 1 1 2 3 -1 ED
1 3 0 1 2 3 8 -5 EDD
0 2 0 0 2 1 5 -4 DD
0 2 0 0 2 2 6 -4 DD
0 3 0 0 3 0 10 -10 DDD
0 2 0 0 2 1 4 -3 DD
3 2 1 0 1 3 6 -3 VD
0 2 0 0 2 0 4 -4 DD
1 2 0 1 1 2 3 -1 ED