12/8/2020 21:41

Não assistiu ao jogo? Leia aqui o resumo e a ficha técnica da partida entre Atlético Mineiro e Corinthians pelo Campeonato Brasileiro

O Corinthians estreou no Campeonato Brasileiro da Série A 2020 na noite desta quarta-feira. Após ter a rodada do final de semana adiada, o Alvinegro foi ao estádio do Mineirão enfrentar o Atlético-MG em partida válida pela segunda rodada do torneio. O time começou bem e abriu o placar na primeira etapa, mas levou a virada e foi derrotado por 3 a 2. Jô e Araos marcaram os gols corinthianos.



O técnico Tiago Nunes mandou a campo uma equipe diferente da que iniciou a última partida. O onze inicial foi: Cássio (capitão); Michel, Bruno Méndez, Danilo Avelar e Sidcley; Gabriel, Éderson; Ramiro, Araos, Mateus Vital; Jô. Estiveram à disposição no banco de reservas: Walter; Lucas Piton, Luan, Camacho, Cantillo, Janderson, Matheus Davó, Everaldo, Gabriel Pereira e Xavier.

Homenagem

Antes da partida, o goleiro Cássio recebeu uma homenagem pela marca de 470 partidas com a camisa alvinegra, que completa justamente ao entrar em campo no Mineirão na noite de hoje. O capitão alvinegro se tornou isoladamente o 10º atleta com mais jogos na história do clube, superando o ídolo Idário, que atuou no Coringão entre os anos 1940 e 1950 e chegou a entrar em campo 469 vezes.

Bola em jogo

A partida começou com um ritmo bastante rápido e muitas trocas de bola no meio-campo. O primeiro a trabalhar foi justamente o homenageado do dia, Cássio, que fez duas defesas em lances de ataque pela esquerda: na primeira, Marrony foi lançado em velocidade e o Gigante precisou sair nos pés do rival; dois minutos depois, Arana chutou rasteiro da entrada da área, mas sem sustos para o camisa 12.

Aos dez minutos o Timão respondeu em sua primeira chance clara de gol. Mateus Vital foi lançado em velocidade na direita e cruzou à meia-altura. A bola quicou no chão e subiu, e Ramiro pegou de primeira, mas mandou alto demais. Mas o Coringão estava esperto e, um minuto depois, saiu o gol alvinegro! Na intermediária pelo lado esquerdo, Sidcley pressionou o atleticano Guga, que recuou fraco demais para o goleiro. O camisa 16 do Timão correu, ultrapassou o adversário e serviu Araos na entrada da área. O chileno dominou e rapidamente cruzou na área para Jô, que, em velocidade, pulou de peixinho e cabeceou, abrindo o placar.

Aos 24 minutos, brilhou novamente a estrela de Cássio. Em jogada rápida pela esquerda, Nathan cruzou na área para Franco, que chutou. O goleirão pulou para espalmar de mão trocada e fez uma linda defesa, mandando sobre o gol. Lance digno da sua história de 470 jogos com a camisa alvinegra!

Apesar da chance para o adversário, o Timão estava seguro no jogo. Tanto que, aos 29 minutos, chegou ao segundo gol. Mateus Vital puxou ataque com liberdade pela direita e lançou Jô na área. O Filho do Terrão deu um passe de letra para Araos, que chegou em velocidade e chutou cruzado, estufando a rede adversária.

Após marcar o segundo gol, o Timão controlou o ritmo do jogo quando teve a posse de bola e se segurou na defesa. Assim, a partida transcorreu nos minutos finais do primeiro tempo. O árbitro assinalou dois minutos de acréscimo, e aos 45 Mateus Vital quase surpreendeu novamente a zaga adversária: em um recuo para a zaga, ele correu e dividiu com Junior Alonso, mas o zagueiro conseguiu afastar. Foi o último momento de perigo antes do intervalo.

Segundo tempo

O Corinthians voltou para o segundo tempo sem alterações, e com a bola em jogo, o ritmo era o mesmo da primeira etapa. Logo no primeiro minuto, Cássio fez grande defesa: Marrony cruzou da esquerda e Hyoran chegou chutando, e o camisa 12 espalmou para longe da área.

Aos cinco, veio a resposta do Timão: Ramiro foi lançado na esquerda e cruzou na área. Jô e Mateus Vital tentaram chutar ao mesmo tempo e acabaram se enrolando, e ambos furaram. E no minuto seguinte, o Atlético-MG diminuiu. Em cruzamento na área, Hyoran recebeu e chutou cruzado; Cássio pulou, até tocou na bola, mas não conseguiu evitar o gol.

A equipe corinthiana tentou se reestruturar, mas acabou sofrendo o gol de empate. Aos 10 minutos, Savarino chutou cruzado e Cássio espalmou, e na sobra Hyoran completou para o gol. E cinco minutos depois, o Timão ficou em desvantagem no placar. Nathan chutou da intermediária com efeito, e a bola bateu na trave e entrou.

Pouco depois de sofrer o terceiro gol, Tiago Nunes realizou três alterações. Aos 20 minutos, saíram Mateus Vital, Ramiro e Éderson e entraram Janderson, Cantillo e Gabriel Pereira – é a estreia do Filho do Terrão na equipe profissional, após disputar a Copinha deste ano. As mudanças fizeram o time corinthiano ter um pouco mais posse de bola. Depois, veio a quarta alteração no Corinthians: saiu Araos e entrou Ruan Oliveira – mais um a fazer seu primeiro jogo como profissional.

A partir dali, o jogo ficou disputado e sem muitas ocasiões de gol para as duas equipes. O Timão tentava sair pelas pontas, mas esbarrava no cansaço. Aos 44 minutos, o Alvinegro chegou a ter uma chance de gol. Em cruzamento na área, Ruan e o goleiro adversário Rafael dividiram pelo alto. Na sobra, Jô superou Junior Alonso e cabeceou, mas Réver afastou.

O árbitro deu sete minutos de acréscimo, e o Timão aumentou a pressão. Aos 50, em cobrança de escanteio na área Danilo Avelar cabeceou e Rafael fez grande defesa. Um minuto depois, cobrança na área e a zaga afastou. Na sobra, Cantillo pegou de primeira, mas a bola subiu demais. Foi o último lance da partida, que terminou com revés para o Corinthians.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 3 X 2 CORINTHIANS


Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 12 de agosto de 2020, quarta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (FIFA-RJ)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Thiago Rosa de Oliveira (RJ)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Cartão amarelo: Gabriel (COR)

GOLS
Atlético-MG: Hyoran, aos 6 e aos 8, e Nathan, aos 15 minutos do 2T
Corinthians: Jô, aos 11, e Araos, aos 29 minutos do 1T

ATLÉTICO-MG: Rafael, Guga, Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Jair, Franco (Hyoran) e Nathan (Allan); Keno (Fábio Santos), Marrony (Mariano) e Marquinhos (savarino).
Técnico: Jorge Sampaoli

CORINTHIANS: Cássio, Michel, Bruno Méndez, Danilo Avelar e Sidcley; Gabriel, Éderson (Cantillo), Ramiro (Janderson), Mateus Vital (Gabriel Pereira) e Araos; Jô.
Técnico: Tiago Nunes

Veja os melhores lances do jogo:






Corinthians, Ficha Técnica, Resumo, Brasileirão, Atlético Mineiro, Timão





LEIA TAMBÉM:Cássio desabafa antes de vitória sobre o Bahia: Não devemos nada!

LEIA TAMBÉM:Andrés muda postura e faz quatro trocas de técnicos contra uma na 1ª gestão




1038 visitas - Fonte: Tudotimao.com.br

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Vergonha pro treinador e pro André e jogadores Eu sou Corinthiano mais Eu quero que seja rebaixado ok tomar vergonha na cara

Não precisa nem ver glr foi uma vergonha

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileirão

Qua - 21:30 - Ilha do Retiro - Recife - Globo
Sport
Corinthians

Último jogo - Brasileirão

Qua - 21:30 - Neo Química Arena
Corinthians
Bahia
Untitled Document
Classificação
1 Internacional
2 Atletico-MG
3 São Paulo
4 Vasco DA Gama
5 Flamengo
6 Palmeiras
7 Santos
8 Fluminense
9 Ceará
10 Fortaleza EC
11 Corinthians
12 Atletico Goianiense
13 Grêmio
14 Atletico Paranaense
15 Sport Recife
16 Bahia
17 Botafogo
18 Goiás
19 Coritiba
20 Bragantino
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
20 10 6 2 2 15 6 9 VEEVD
18 9 6 0 3 14 9 5 DVVDV
18 10 5 3 2 13 11 2 VDVEE
17 9 5 2 2 15 9 6 DEVDV
17 10 5 2 3 13 13 0 VVVVD
17 9 4 5 0 13 8 5 EEVVE
15 10 4 3 3 14 12 2 DEVVE
14 10 4 2 4 12 13 -1 VEDDV
13 10 4 1 5 10 12 -2 VVDDV
12 10 3 3 4 10 9 1 VDDVE
12 10 3 3 4 15 16 -1 VEDDV
12 9 3 3 3 9 11 -2 DEEVV
12 9 2 6 1 8 6 2 EDEVE
11 10 3 2 5 8 10 -2 DEDEV
11 10 3 2 5 10 13 -3 DVVDE
9 10 2 3 5 12 18 -6 DEDDD
9 9 1 6 2 9 11 -2 DEEED
8 8 2 2 4 11 13 -2 VDDEV
8 10 2 2 6 7 12 -5 VEDED
7 10 1 4 5 10 16 -6 DEDED
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota