7/8/2020 19:39

Árbitro do polêmico Palmeiras x Corinthians de 2018 fala dois anos após final: "Dei a chance de eles poderem transferir a responsabilidade"

Finais de Campeonato Paulista com Palmeiras x Corinthians têm sido sinônimo de polêmica desde 1993.



LEIA TAMBÉM: Pedrinho desembarca em Portugal e posa com camisa do Benfica


Em 2018, porém, José Aparecido de Oliveira, que apitou o fim da fila do Verdão, há 27 anos, encontrou um rival à altura para ser lembrado com desgosto por torcedores - desta vez, do lado Alviverde.

Marcelo Aparecido de Souza, juiz da final vencida pelo Corinthians nos pênaltis, depois de o Palmeiras ter um penal a seu favor anulado durante o jogo, deu entrevista à Gazeta Esportiva sobre o assunto.

Mais de dois anos depois, agora aposentado da Federação Paulista de Futebol, trabalhando no futebol da Paraíba, Marcelo voltou a falar da polêmica alteração da marcação, que só aconteceu sete minutos depois de ele apontar a marca da cal.

Souza mantém a afirmação de que não houve intereferência externa. E afirmou que a demora deveu-se à sua dificuldade para ouvir o que o quarto árbitro trentava lhe dizer.

"Nós estamos no telefone aqui agora. Mas, com mil pessoas falando aqui ao mesmo tempo, você não conseguiria ouvir o que digo", disse.

"Quando o quarto árbitro chegou até mim, ele disse claramente: "Marcelo, ele (Ralf) toca na bola antes, mas a decisão é sua". Tenho muita humildade e experiência para saber que poderia estar errado", disse.

Marcelo ataca a diretoria do Palmeiras, e o próprio time, sem meias palavras.

"Tomaram o gol com um minuto e tiveram o jogo inteiro para buscar o resultado", diz. "O que acabou acontecendo é que, com o meu equívoco, dei a chance a eles de poderem transferir a responsabilidade", disse.

"Surgiu também a oportunidade de bater os pênaltis e vencer. Mesmo assim, também não foram competentes", dispara.

"Para que não tivessem o ódio revertido a ele, transferiram o ódio a mim", declarou ainda. "Direcionaram o ódio a mim, à minha pessoa, o árbitro, o elo mais fraco".

Na longa entrevista, ele relata ter sofrido ameaças de morte. Nega ser corintiano e que Andrés Sanchez, o presidente alvinegro, fosse frequentador de uma chopperia de que ela era proprietário na capital paulista.

Por fim, diz ainda que vê o lado bom da polêmica, porque assim será lembrado.



"Porque, se tivesse corrido tudo bem, ninguém nem lembraria da final e acabou", disse.


Corinthians, Árbitro, Final, 2018, Paulistão, Polêmica, Dérbi, Timão





LEIA TAMBÉM:Cássio desabafa antes de vitória sobre o Bahia: Não devemos nada!

LEIA TAMBÉM:Andrés muda postura e faz quatro trocas de técnicos contra uma na 1ª gestão




87441 visitas - Fonte: ESPN

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileirão

Qua - 21:30 - Ilha do Retiro - Recife - Globo
Sport
Corinthians

Último jogo - Brasileirão

Qua - 21:30 - Neo Química Arena
Corinthians
Bahia
Untitled Document
Classificação
1 Internacional
2 Atletico-MG
3 São Paulo
4 Vasco DA Gama
5 Flamengo
6 Palmeiras
7 Santos
8 Fluminense
9 Ceará
10 Fortaleza EC
11 Corinthians
12 Atletico Goianiense
13 Grêmio
14 Atletico Paranaense
15 Sport Recife
16 Bahia
17 Botafogo
18 Goiás
19 Coritiba
20 Bragantino
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
20 10 6 2 2 15 6 9 VEEVD
18 9 6 0 3 14 9 5 DVVDV
18 10 5 3 2 13 11 2 VDVEE
17 9 5 2 2 15 9 6 DEVDV
17 10 5 2 3 13 13 0 VVVVD
17 9 4 5 0 13 8 5 EEVVE
15 10 4 3 3 14 12 2 DEVVE
14 10 4 2 4 12 13 -1 VEDDV
13 10 4 1 5 10 12 -2 VVDDV
12 10 3 3 4 10 9 1 VDDVE
12 10 3 3 4 15 16 -1 VEDDV
12 9 3 3 3 9 11 -2 DEEVV
12 9 2 6 1 8 6 2 EDEVE
11 10 3 2 5 8 10 -2 DEDEV
11 10 3 2 5 10 13 -3 DVVDE
9 10 2 3 5 12 18 -6 DEDDD
9 9 1 6 2 9 11 -2 DEEED
8 8 2 2 4 11 13 -2 VDDEV
8 10 2 2 6 7 12 -5 VEDED
7 10 1 4 5 10 16 -6 DEDED
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota