17/1/2020 07:40

Luxa tem parte do salário no Palmeiras penhorado por ação de Marcelinho

Imagem: Igor Castro/Florida Cup

O Tribunal de Justiça determinou que o Palmeiras deposite em juízo 15% dos salários de Vanderlei Luxemburgo. A decisão judicial tem como base a disputa jurídica envolvendo o treinador e Marcelinho Carioca. Em 2016, o ex-jogador ganhou processo contra Luxemburgo por danos morais num bate-boca na TV, mas não recebeu a indenização. Com correções e juros, a dívida atualizada de Luxa com Marcelinho é de R$ 520,5 mil.



LEIA TAMBÉM: REIS DA RAÇA: Timão sonda Rony e pode perder meia titular para a Europa


Os depósitos em juízo ocorrerão mensalmente até que a dívida de Luxemburgo com Marcelinho seja quitada integralmente. A ordem de penhora dos salários para pagar Marcelinho já ocorre desde julho do ano passado. Naquela ocasião, o Tribunal de São Paulo ordenou o Vasco da Gama, clube que Luxemburgo dirigia na época, a depositar em juízo parte do ordenado do técnico (15%). Apesar da determinação judicial, o Vasco não depositou em juízo os salários fracionados de agosto a dezembro de 2019.

A citação do Palmeiras na Justiça para a penhora do salário atendeu a um pedido do jurídico de Marcelinho Carioca. Luxemburgo assinou contrato de dois anos com o time alviverde. A assessoria de comunicação do Palmeiras informou ao UOL Esporte que o clube ainda não foi notificado da decisão. A assessoria de comunicação de Vanderlei Luxemburgo disse que o treinador não comentará o assunto. A reportagem entrou em contato, na quinta-feira, com o jurídico de Marcelinho Carioca e aguarda posicionamento.



Credores de Marcelinho ficarão com os valores penhorados

Mesmo que os salários sejam recolhidos judicialmente, Marcelinho Carioca não receberá a indenização. A Justiça ordenou que os valores em juízo sejam encaminhados para credores do ex-jogador. Quatro empresas entraram com petições no processo comunicando ser credores de Marcelinho: o Hospital Sírio-Libanês; a L Coelho e J Morello Advocacia; a Planet Soccer Futebol Society; e a Martins Padrão Engenharia. As quantias pretendidas pelos credores, somadas, superam R$ 2 milhões.


Bate-boca na TV gerou processo

O processo movido por Marcelinho contra Luxemburgo se originou após bate boca com o técnico no extinto programa Por Dentro da Bola, da Rede Bandeirantes, em janeiro de 2007. Luxemburgo chamou Marcelinho de "moleque e safado". Na ação judicial, Marcelinho acusou Luxemburgo de ofender sua honra e religião durante o programa esportivo da Bandeirantes.


Na ação judicial, Marcelinho acusou Luxemburgo de ofender sua honra e religião durante o programa esportivo da Bandeirantes. "Alega que o réu [Luxemburgo], ao ser perguntado pelo âncora do programa por que não gostava do autor [Marcelinho], respondeu: 'Do Marcelinho Carioca eu não tenho o prazer de ser amigo dele, nem quero ser', e depois disse: 'Eu não te deixo falar porque você é safado. Você é safado. Eu te conheço como cidadão há muito tempo. Você não vale nada. Você é safado. Você é moleque. Você é moleque e você é safado. Eu posso falar pra você que eu tirei mulher do seu quarto. A tua religião foi a ponte para você se proteger até hoje. Eu falo isso na tua cara. Você é mole.

Na época, o jurídico de Luxemburgo alegou que houve defesa da honra, justificando que a reação intempestiva do treinador se deveu a uma suposta ofensa de Marcelinho pouco antes. Em janeiro de 2009, Luxemburgo foi condenado em primeira instância a pagar R$ 76 mil de indenização. Marcelinho venceu também em segunda e terceira instâncias. O processo foi transitado em julgado (sem direito a recursos) pelo STJ em maio de 2016. Ao longo dos anos, o valor sofreu correções e juros, chegando aos atuais R$ 520,5 mil.

Luxemburgo foi treinador de Marcelinho no Corinthians no final dos anos 1990, período dos mais vitoriosos na história do clube, a despeito da famigerada tensão num vestiário cheio de personalidades marcantes, incluindo os volantes Vampeta e Rincón e o meia-atacante Edilson.



Corinthians, timão, alvinegro, título, paulista, Parque São Jorge, Tiago Nunes, Libertadores, 2020, Planejamento, mercado da bola, transferência, 2020, Itaquera, torcida, técnico,





LEIA TAMBÉM: Corinthians estende período de contrato e chega a acordo por Éderson

LEIA TAMBÉM: [COMENTE] Yony González chega para ser titular absoluto no ataque do Corinthians?

LEIA TAMBÉM: Será? Como estão as situações de Renato Augusto e Paulinho na China Corinthians estende período de contrato e chega a acordo por Éderson



1281 visitas - Fonte: Uol

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Luxemburgo tem que se foder mesmo

Claudio Freire     

Nesse caso não tenho opinião fornada más que a lei seja cumprida.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Paulista

Sáb - 15:00 - Estádio José Batista - Premiere
Água Santa
Corinthians

Último jogo - Paulista

Sáb - 19:00 - Morumbi
São Paulo
0 0
Corinthians
Untitled Document
Classificação
1 Flamengo
2 Santos
3 Palmeiras
4 Grêmio
5 Atletico Paranaense
6 São Paulo
7 Internacional
8 Corinthians
9 Fortaleza EC
10 Goiás
11 Bahia
12 Vasco DA Gama
13 Atletico-MG
14 Fluminense
15 Botafogo
16 Ceará
17 Cruzeiro
18 CSA
19 Chapecoense-sc
20 Avai
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
90 38 28 6 4 86 37 49 VVVVD
74 38 22 8 8 60 33 27 VDVDV
74 38 21 11 6 61 32 29 DDDVV
65 38 19 8 11 64 39 25 VDVVD
64 38 18 10 10 51 32 19 VVEVE
63 38 17 12 9 39 30 9 EVDVV
57 38 16 9 13 44 39 5 EDVDV
56 38 14 14 10 42 34 8 DVDVD
53 38 15 8 15 50 49 1 EVVEV
52 38 15 7 16 46 64 -18 VVDDV
49 38 12 13 13 44 43 1 DEVED
49 38 12 13 13 39 45 -6 EDVEE
48 38 13 9 16 45 49 -4 DEVVD
46 38 12 10 16 38 46 -8 VVEEV
43 38 13 4 21 31 45 -14 VVDDE
39 38 10 9 19 36 41 -5 EDEDE
36 38 7 15 16 27 46 -19 DDDDD
32 38 8 8 22 24 58 -34 DVDDD
32 38 7 11 20 31 52 -21 VDDVE
20 38 3 11 24 18 62 -44 DDEDE
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota