22/3/2019 12:05

Após superar dependência de Gustavo, Corinthians espera atacante para os mata-matas

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A expectativa no Corinthians é que Gustagol possa voltar a ter oportunidade neste domingo (24), quando o time enfrenta a Ferroviária pelas quartas de final do Campeonato Paulista. O centroavante está há 20 dias de molho por conta de uma entorse no tornozelo esquerdo e neste período viu a equipe se desenvolver e até aprender a jogar sem ele, o principal artilheiro.

No momento da lesão de Gustagol, ocorrida em 2 de março, o Corinthians só havia feito um gol sem ter o centroavante em campo - justamente minutos antes da contusão do camisa 19, que entrou no decorrer do empate contra o São Bento. Não à toa falava-se em "Gustavodependência", pelos sete gols e duas assistências que o jogador tinha em 13 partidas. Agora, no entanto, o Alvinegro é bem mais autônomo.



O elenco parece ter compreendido o modelo pensado por Carille, e as atuações são mais sólidas, na linha do que o treinador conseguia fazer nos tempos áureos, em 2017. É uma estratégia de jogo de concentração alta, que não tem lances de primazia técnica mas supera o adversário pela insistência e pela inteligência coletiva. É um cenário em que a atuação individual é suprimida, e talvez por isso a ausência do principal jogador alvinegro em 2019 não tenha sido tão sentida quanto se esperava.

O Corinthians soma três vitórias e um empate desde a entorse de Gustagol. Não que a ausência do artilheiro tenha a ver com o jogo coletivo evoluído por Carille, mas a lesão coincidiu com a primeira semana livre que o treinador teve para treinos, no começo deste mês. Dali em diante, o time melhorou.

Em março, o Alvinegro teve ótima atuação no empate com o Santos e uma vitória impositiva sobre o Ceará, na Copa do Brasil, partidas consecutivas que juntas estão entre as melhores apresentações do time no ano. Mesmo nas vitórias protocolares sobre Oeste e Ituano se viu um Corinthians um pouco menos amarrado do que antes, mais à vontade e preparado. Durante todo este período não houve destaque de Boselli, titular quatro vezes, mas outros jogadores deram um passo à frente e assumiram um protagonismo que antes não existia - casos de Danilo Avelar, Jadson e Vagner Love, por exemplo.



É claro que Gustagol tem tudo para retomar a grande importância que tem no Corinthians, é claro. O cenário, no entanto, é que o período de ausência do centroavante mostrou que o time é capaz de se virar ainda que não tenha um centroavante que faz gol o tempo inteiro. Contra a Ferroviária, às 19 horas (de Brasília) de domingo, o camisa 19 pode reassumir seu posto no ataque na tentativa de tornar-se novamente indispensável.



Leia também: [ENQUETE] O tabu contra o São Paulo, em Itaquera, pode pesar ao favor do Corinthians?

Leia também: Corinthians x SPFC: Entenda como para Andrés e Leco Paulista é Paulistão

Leia também: Corinthians tenta ser tricampeão paulista pela quarta vez após 80 anos

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias