11/1/2019 09:50

Depois de parar com futebol há dois anos, Richard chega ao Corinthians; conheça a história

Foto: Arquivo Pessoal

Um dos sete reforços do Corinthians para a atual temporada, o volante Richard flertou com a vida fora do futebol no fim de 2016, pouco antes de acertar com o Atibaia. A insistência, porém, levou o jogador para o Fluminense no meio de 2017 e, neste ano, para o Corinthians, seu clube de infância.



Natural de Campinas, no interior de São Paulo, ele cresceu em São Sebastião do Paraíso, em Minas Gerias. Começou a carreira no Monte Azul e se profissionalizou no Comercial de Ribeirão Preto.

Em difícil caminhada, rodou por diversos clubes do interior de São Paulo, como o Atlético Sorocaba, até voltar a Minas Gerais no fim de 2016 para buscar um emprego fora dos campos.

– Há um ano e meio estava pensando em parar de jogar. Trabalhava em outra função, carregando caminhão. Hoje vivo meu maior sonho. Pensei em parar, mas o que Deus fez na minha vida ninguém faria. Vou agarrar a oportunidade da melhor forma possível – disse Richard, em sua apresentação.

Fora do futebol, a função de Richard era socorrer caminhoneiros em estradas. O serviço durou cerca de três meses.

– Eu trabalhava com (eixo) cardã de caminhão. Quando o caminhão quebrava, a gente ia fazer socorro. Quando não era isso, trabalhava dentro da empresa mesmo, lavando os cardãs. E também fazia entrega deles em outras cidades de carro – detalhou o jogador, ao GloboEsporte.com.

Hoje aos 24 anos, Richard viu sua vida mudar naquele mesmo ano de 2016. Convidado para integrar uma excursão em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, ele participou de alguns jogos, destacou-se e foi visto pelo presidente do Atibaia, Alexandre Scatibaia. Na volta ao Brasil, firmaram contrato.

– Era dezembro de 2016, e um técnico que trabalhou comigo ia fazer essa excursão e me pediu dois jogadores emprestados (Gledson e Tavares). Aceitei, resolvi ir a Dubai também e vimos o Richard jogando lá. Ele atuou de segundo volante neste jogo, jogando muito, fez gol de fora da área. Chamei para conversar no final do jogo e o trouxe para o Atibaia. Tive concorrência da Portuguesa na época, mas consegui convencê-lo – lembra Alexandre Barbosa.

A vida no Atibaia

Visualizar esta foto no Instagram.

" Mais a Honrra continua sendo sua Senhor " ????????????????

Uma publicação compartilhada por Riih Candido ?????? (@richard.candido) em



Richard esteve no Corinthians em fevereiro de 2017. Num jogo-treino pelo Atibaia, viu seu time perder por 1 a 0, com gol de Guilherme. Nas redes sociais, postou uma foto daquele dia.

No Atibaia, porém, o volante só ganhou chance mesmo na reta final da Série A-3 do Paulistão. Era março quando o técnico Edmílson de Jesus foi contratado para salvar o time da zona do rebaixamento. A chegada mudou a vida de Richard.

– Cheguei para fazer quatro jogos na A-3, fui olhar o elenco e tinham quatro atletas treinando separados, e dentre eles estava Richard. O presidente me disse que o treinador anterior não gostava dele, achava lento, dizia que não tinha qualidade para jogar. Resolvi olhar, vi capacidade e logo ele assumiu a vaga no time titular. No primeiro jogo, fez um gol (vitória por 3 a 0 contra o São José) e dali a carreira dele deslanchou – recorda o treinador.

Edmilson se orgulha em dizer que fez parte do processo de amadurecimento do atleta que, ainda naquele ano, atuaria também na Copa Paulista pelo Atibaia. Visto por um observador do Fluminense nesta competição, partiu para as Laranjeiras em agosto de 2017.

– Como segundo volante, Richard dá dois toques na bola só, domina e toca. Essa característica nós treinamos muito com ele no Atibaia, pois de início ele prendia muito a bola, carregava muito. Disse que ele tinha boa visão de jogo, visão periférica, que tinha de pegar a bola e tocar na direção do gol, seguindo por trás da jogada. Ele chama a atenção pelo porte físico, é um jogador magro, longilíneo, que joga de cabeça em pé. E é muito competitivo – elogia o antigo treinador.



A vida no Fluminense

Contratado por empréstimo pelo Fluminense no meio de 2017 junto do atacante Robinho, também do Atibaia, agradou logo cedo e foi adquirido em definitivo no início de 2018, tendo 50% dos seus direitos econômicos comprados. Foram dez jogos oficiais em 2017 e mais 57 em 2018.

Corintiano de infância, Richard fez seu primeiro gol pelo Fluminense justamente diante do Timão, na estreia do Brasileirão do ano passado, em derrota por 2 a 1, em Itaquera.

Repetiu a bola na rede mais três vezes, a última delas na vitória por 1 a 0 contra o América-MG, na última rodada do campeonato, em partida que definiu a permanência do Fluminense na Série A em 2019. Acertado com o Timão desde novembro, ele se manteve focado para salvar o time da Série B.



VEJA: Clique aqui e veja as promoções que a Network BG preparou para você acompanhar todos os jogos do Corinthians da temporada


LEIA TAMBÉM: Diretor do Corinthians tem cautela sobre acerto com o zagueiro Gil

LEIA TAMBÉM: [COMENTE] Quais foram os erros do técnico Fábio Carille na derrota de ontem?

LEIA TAMBÉM: Folga, treinos e amistosos: veja como o Corinthians vai se preparar na pausa para Copa América

Clique aqui e confira séries, comentários, filmes e tudo sobre futebol! Teste agora!<\a>

2946 visitas - Fonte: Globoesporte.com

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Boa atitude do rapaz,boa sorte e vai Corinthians

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias